Tomando controle sobre o Tilt – Parte 3

Artigos publicada em 24/02/2011 - 10:43

No último artigo comentei sobre dicas de como controlar o tilt em tempo real, conforme ele aparece durante sua sessão. Adicione a isso a lei “Injete a lógica” – Forçando o pensamento mais claro quando o tilt começar a afetar seu jogo.

Falei também sobre resolver as razões internas de seu tilt. Algumas vezes isso reduz a intensidade de sua raiva, e assim, você tem menos emoções para lidar na mesa.

A resolução vem quando você põe um fim no conflito entre você e o poker. Seu conflito pode parecer simples: Você odeia ser deixado pra trás, odeia perder, odeia cometer erros, odeia perder para jogadores ruins, odeia sofrer com hit & runs, odeia as bad runs, etc. Mas há muitos detalhes sobre este conflito que eu posso não conseguir detalhar em um artigo.

Uma forma de começar a trabalhar em uma solução.

De inicio, a forma mais fácil de se começar a trabalhar em uma solução é definir uma regra lógica que ataque diretamente a(s) razão(ões) de porque você odeia o que você odeia no poker. Aqui temos alguns exemplos:

- Se você deteste perder porque é competitivo e quer vencer, tente isso “Eu tenho que perder no poker por causa da variância. Eu sou mais como uma maquina de cassino que me paga uma larga % do que eu invisto, do que um atleta profissional de outro esporte que vence piores oponentes a maior parte do tempo”.

- Se cometer erros te levam ao tilt, pense assim “O poker perfeito não é possível por longos períodos de tempo. Cada erro que cometo é uma oportunidade para melhorar, contanto que eu trabalhe e aprenda com eles”.

- Se você detesta o quão azarado o poker pode ser, tente pensar assim “É por isso que controlo meu bankroll e continuo a jogar de forma sólida e mesmo na badrun, terei vantagem contra jogadores que perdem totalmente o controle”.

- Se você perde mas sente que merecia vencer, pense assim “Poker não se importa se você acha que merece vencer, meu trabalho é fazer o melhor que posso com o que me é dado”.

- Se alguém está sendo rude ou te irritado, pense “Enquanto ele tenta me tirar do sério, vou prestar mais atenção ao jogo dele e tentar explorar suas tendências, arrancando todo o dinheiro dele”.

Tenho certeza que você pode criar regras melhores. Na verdade, elas farão mais efeitos quando criadas por você.

Conforme você vai aplicando essas regras na sua sessão, mais próximo de solucionar seus conflitos no poker você fica. É um processo de etapas… É como cortar um tronco com um machado, um pedaço por vez.

Por mais que você desejasse ter uma moto-serra e terminar de uma vez o trabalho, não é assim que o cérebro aprende. Não podemos apenas baixar a solução do download e encaixá-la em seu cérebro.

Mais Artigos Subindo de Stakes – parte 1
Tome controle sobre o Tilt – Parte 4 de 4
Tomando controle sobre o Tilt – Parte 3
Tomando Controle sobre o Tilt – Parte 2 de 4
Tomando controle sobre o Tilt – Parte 1 de 4
Tornando-se um grinder.