Tomando Controle sobre o Tilt – Parte 2 de 4

Artigos publicada em 18/02/2011 - 09:03

No último artigo, eu comentei sobre a definição do Tilt, sobre jogar mal por causa da raiva e então introduzi os perfis de tilt, para entender melhor os padrões de tilt. Agora vamos conferir como usar seu perfil de tilt para controlá-lo.

Há duas formas de controlar o tilt. Uma é lidar com ele em tempo real, conforme ele aparece e a outra é tratando as razões pelas quais ele aparece.

Muitos de você já devem ter tentado várias formas de controlar o tilt na hora em que ele aparece. Algumas podem ter funcionado no momento, mas logo o efeito passou. Lidar com o tilt é uma solução de curto prazo. Para controlá-lo de vez, é preciso lidar com ele conforme ele aparece e solucionar suas causas . Caso contrário, você está tentando curar um ferimento à bala com band-aid.

Como lidar com o Tilt.

Resolver as causas reais do Tilt parece algo complicado, mas apenas por que é algo novo. A melhor forma de abordarmos, é comparando à solução de um problema com um amigo que lhe aborreceu. Uma vez que vocês conversaram e chegaram a um entendimento, nenhum ressentimento ou raiva permanecerá entre vocês. O mesmo ocorre ao solucionar as causas do Tilt.

Raiva em si representa conflito. Conflitos são fáceis de se enxergar quando existe entre duas pessoas, a diferença aqui é que ele existe entre você e o poker. Claro, não podemos conversar com o poker da mesma forma que falamos com um amigo… Nó próximo artigo comentarei sobre isso.

Agora, vamos focar em lidar com o tilt momentâneo, conforme ele aparece nas mesas.

1. Reconhecimento – O perfil do tilt te a função de ajudar-nos a reconhecer os sinais de tilt logo em seu inicio, antes que a raiva lhe domine. Para isso, é preciso ter conhecimento. Como sabemos que o cérebro fecha o acesso ao raciocínio e à inteligência quando estamos em tilt, você PRECISA estudar seu perfil de tilt e continuar a agregar detalhes à ele. Quanto mais conhecimento, mais fácil será para você controlá-lo.
2. Respirar fundo – O propósito de respirar profunda e lentamente (cerca de 5~10 segundos) é, primeiramente, para lhe dar espaço mental longe da raiva e não para relaxá-lo. Isto lhe dá um tempo para pensar, e nos leva ao passo 3
3. Injete a Lógica – Você já faz isso, mas na maioria das vezes, pensa quando já é tarde demais, depois que a raiva já lhe dominou. Longe da mesa, pense em uma frase que ajudará seu animo no jogo quando o tilt for embora. Tente fazê-la específica para o motivo de seu tilt. Assim, se você tiltar quando um jogador ruim lhe bater, tente algo como, “No longo prazo é lucrativo quando jogadores ruins pagam com más mãos, mantenha-se focado em jogar o melhor. Mantenha essa frase em uma folha de papel, mural, computador, celular… Qualquer lugar. Nâo podemos esperar que o cérebro armazene tudo que pensamos.
4. Focar-se em jogar bem – O real motivo disso tudo, é continuar jogando bem em momentos que você normalmente perde a cabeça. Apenas jogadores mais experientes neste processo podem voltar a jogar um grande poker. No mesmo papel, escreva alguns lembretes para consertar seus erros mais comuns ou fatores, como, posição, range de mãos, etc. que você provavelmente esqueceria caso o tilt lhe domina-se. Novamente, não confie em sua memória apenas para gravar isso.
5. Repita quantas vezes for necessário.
6. Saia – Sempre uma boa escolha, quando o tilt domina e você não consegue controlá-lo. Quando isso acontece, você precisa 1) Trabalhar forte para reconhecer os primeiros sinais de tilt. E 2) Resolva as razões internas para seu tilt.

Mais Artigos Subindo de Stakes – parte 1
Tome controle sobre o Tilt – Parte 4 de 4
Tomando controle sobre o Tilt – Parte 3
Tomando Controle sobre o Tilt – Parte 2 de 4
Tomando controle sobre o Tilt – Parte 1 de 4
Tornando-se um grinder.