Four Betting

por Alex Scott

Quer saber o quanto o poker mudou nos últimos anos? Basta pegar um dos livros do fim do milênio passado. Por exemplo, o livro: Championship No-Limit e Pot-Limit Hold`em, de Cloutier e McEvoy`s (1997). Ele já foi considerado um bom livro e foi usado por muitos jogadores. Mas se olharmos na página 220 vamos ler: “Sempre que houver um raise e um re-raise antes de você, pode largar seu par de reis”. Isso mesmo, eles sugerem que você folde a segunda melhor mão possível no préflop para uma simples three-bet.

Hoje em dia, os jogadores estão tão mais agressivos que se jogarmos como o livro sugere seremos, de longe, o jogador mais tight da mesa e sangraremos lentamente nossas fichas sem a menor esperança de sermos vencedores. Um dos melhores exemplos da agressividade dos jogos atuais é a four-bet no pré-flop. A menos de 10 anos atrás, uma aposta dessas certamente significava um par de As, mas hoje em dia uma four-bet de um bom jogador pode significar muito mais – Uma grande mão como AK ou QQ, ou até um aventureiro blefando com 7s-6s. No jogo moderno você tem que ser agressivo e aprender a como lidar com a agressividade de seus oponentes.

Então, quando devemos considerar o uso do four-bet? Primeira e principalmente, você deve usá-lo para acrescentar valor. Lembre-se que quando apostamos por valor esperamos ter a melhor mão na maioria das vezes quando formos pagos, então você não deve usar este movimento se a única mão que pode pagar é a que vai lhe vencer.

Três pontos chaves surgem quando decidimos usar o four-bet por valor. Eles são: O range de mãos de seus oponentes, o tamanho de seus stacks e a suas posições. Quanto maior for o range de three-bet de seu oponente, com mais freqüência você deve usar o four-bet por valor, por que a chance de estar à frente quando for pago é maior. Se seu oponente apenas da three-bet com algumas mãos, você deve ser mais seletivo nas mãos em que você fará o four-bet. Quanto mais seu oponente “alargar” o range, maior pode ser seu range para four-bet, até mesmo mãos fracas como QJ suited, contra um jogador muito loose.

Um dos problemas é a dificuldade em calcular o range correto de seu oponente (No jogo on-line, os notes e softwares trackers reduzem um pouco essa dor de cabeça). Uma boa base é ter em mente que uma porcentagem de 5~7% de three-bet é típico, um jogador tight pode re-aumentar apenas 2~4% das vezes, e um jogador loose pode fazer com 8~10% ou mais de suas mãos. Com essas diferenças é muito importante ter uma boa leitura de seu oponente quando for decidir por usar ou não o four-bet.

Jogo de números

O tamanho dos stacks é importante porque se o oponente sentir comprometido com o pote depois de sua four-bet, é muito comum que ele dê call com as fichas restantes, com uma mão que você pode vencer. Por exemplo, se o pote tem $100 e seu oponente ainda tem $20, você será pago por muito mais mãos do que se seu oponente ainda tivesse $200. Você deve dar four-bet mais freqüentemente quando seu oponente já estiver comprometido.

Posição é extremamente importante, simplesmente porque existe muita diferença entre uma three-bet da segunda posição (na mesa) e uma three-bet do botão. Um jogador com range de three-bet padrão de 6% pode fazê-lo apenas 1% das vezes na segunda posição, mas 12% das vezes estando no botão. Conseqüentemente, se você notou que seu oponente joga por posição, você deve ajustar novamente seu range, dar mais four-bets se o three-bet veio de uma posição final, e menos se veio de uma posição inicial.

Em um típico ring game, onde os stacks tem em média 100bb, eu recomendo que seu range de four-bet seja um pouco largo. Você está tentando gerar uma situação onde seu oponente quebre de forma fácil e também está tentando simplificar suas decisões. Por exemplo, em um jogo de $,50/$1, uma three-bet normalmente girará em torneio de $10. Digamos que você aplique uma four-bet para $25. Se seu oponente pagar, serão $50 no pote e $75 ainda por apostar. Isto não só dá a chance deles blefarem (por exemplo, se você tem KK e o flop trás um A), mas também permite a eles fugir de uma mão fraca de forma barata, ou talvez dê a eles os implied odds para lhe ultrapassar.

Mas, se você o four-bet for de $50, haverá apenas $50 restantes, isso deixa seus oponentes em uma decisão difícil enquanto simplifica as suas próprias opções. Se seu oponente for all-in, você tem um call fácil, com 3 para 1 no seu dinheiro. Se seu oponente pagar, você apostara ou pagará um all-in no flop não importando o que ele traga. Você jogou fora o fold equity de seu oponente e os implied odds também aumentam a chance de você levar o stack inteiro dele.

Four-bet bluffing

Já o Four-bet bluff é um movimento muito arriscado, por causa da quantia de dinheiro que você arrisca para ganhar o pote, comparado aos stakes. Mas ele é um movimento com tanta força que tem muitas chances de dar certo. A condição ideal para isso é quando enfrentamos um three-bet de um jogador em posição final, que também costuma roubar, mas que não chega a ser tão loose a ponto de pagar. São poucos os jogadores que se encaixam neste perfil. Será ideal também se a disputa estiver em um heads-up, melhor que em um pote multiway, e alguma leitura que sugira que seu oponente está fraco nesta mão.

Ajuda também tem um plano B caso você seja pago. Uma mão como 7-2Off será sempre um blefe, mas um 8-7 suited pode flopar um draw e se tornar um bom all-in semi-blefe. Você deve estar mais inclinado a um four-bet bluff se sua mão tiver algum potencial.

Enfrentando um Four-Bet

Como reagir quando receber um four-bet depende de muitos fatores, um deles é qual a sua mão. Se você tem um par de Ases, e quer colocar mais dinheiro no pote, você pode shovar e torcer para que seu oponente se sinta comprometido com o pote.

Se o four-bet de seu oponente deixar ele em all-in, e suas opções forem call ou fold, pode ser que você tenha uma difícil decisão. Em geral, haverá dinheiro morto no pote, então você pode usar o mesmo valor de mãos que você precisaria para dar four-bet e decidir se deve ou não pagar (Claro, você deve ajustar-se pela posição e as tendências de seu oponente).

E que tal dar um flat-call e ver o flop? Muitos dizem que essa jogada mostra muita fraqueza, mas ela faz muito sentido em algumas circunstâncias. Mãos como QQ e JJ, por exemplo, podem ser boas para um flat call se o range de four-bet de seu adversário for largo o suficiente. Se você tiver que der five-bet all-in, seu oponente provavelmente largará qualquer mão que você está vencendo. Mas, se você der flat call pode acabar recebendo ação de mãos como TT ou AK, permitindo que seu oponente jogue mais dinheiro no pote em um continuation-bet bluff, quando a four-bet préflop dele foi um blefe ou semi blefe. O risco é que você pode fazer um erro no pósflop que lhe custe o pote (ou seu oponente pode dar sorte), mas você não deve ter medo destas situações.

Foldando Reis

Quando discutimos o four-bet, uma questão que surge com freqüência é: “Você deve sempre foldar KK antes do flop?”. Isto nos leva de volta a 1997, ao conselho de Cloutier e McEvoy, que sugerem foldar para uma simples three-bet. A resposta de hoje ainda é “sim”, mas apenas em circunstâncias extraordinárias. Para se ter uma ideai, meu número de vezes que consegui formar um royal flush é o dobro de vezes que foldei KK no préflop! Essencialmente, para foldar reis, seu oponente deve ter demonstrado que o range dele é exatamente Ases ou reis, e deve haver pouco ou nenhum dinheiro morto no pote. O range típico de three e four-bet dos jogadores de hoje é tão maior que o de 1997, que só sendo louco para não pagar.

Compartilhe com seus amigos